Acompanhe-nos:  Assinar RSS Twitter Facebook Comunidade no Orkut Google Adicionar aos Favoritos | Efetuar login | Cadastrar-se

Preço da soja sobe 42% no Paraná


fev 21, 11 Preço da soja sobe 42% no Paraná

O produtor paranaense de soja não vê a hora da chuva dar uma trégua para iniciar a colheita da safra 2010/2011. Com preços excelentes, a commoditie agrícola já atingiu a casa dos R$ 48 para a saca de 60 kg, uma elevação de 42% comparado ao mesmo período do ano passado, quando o agricultor negociou o grão na média de R$ 33,29. Os dados são do Departamento de Economia Rural da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab/Deral).

De acordo com Margorete Demarchi, engenheira agrônoma do Deral, o mercado está bem aquecido devido à elevada demanda mundial por alimentos, inclusive dos insumos para a produção de carne. Além disso, o aumento do consumo chinês – principal comprador de soja em grãos do Brasil – garante a base dos preços internacionais. ”A safra no Paraná deste ano deve fechar em 13,79 milhões de toneladas. Um pouco abaixo da safra do ano passado, que ficou em 13,93 milhões”, calcula a especialista.

Entretanto, é preciso que a colheita inicie imediatamente. Devido às fortes chuvas de fevereiro, até agora foi colhido apenas 1% de toda a safra, sendo que o ideal seria dez vezes esse valor. ”Não adianta o produtor ter preço, mas não ter produto para comercializar. Dia a dia essa situação vai se agravando e isso pode impactar nos preços diretamente. Há produtores que já perderam dinheiro, mas ainda não é possível dimensionar os prejuízos”, explica Margorete.

No oeste do Estado, por exemplo, a soja já está em ponto de maturação há pelo menos dez dias. Em todo o Paraná, 26% da safra está nessa fase, ideal para a colheita. Um dos fatores que ocasionou este problema foi o plantio antecipado da soja no ano passado, que agora com ciclos menores devido à tecnologia das sementes, acabou atingindo o ponto de colheita neste período chuvoso. ”O produtor está certo em fazer esse calendário, já que ele quer iniciar o plantio do milho o quanto antes, evitando as geadas na cultura”, relata a engenheira agrônoma do Deral.

Pelos cálculos do Deral, 21% da safra do Paraná já está vendida. Como base no retrospecto dos últimos três anos, cerca de 45% da produção de soja em grãos do Estado vai para o mercado internacional. ”No ano passado, o produtor não deixou de faturar com a commoditie a R$ 33,29. Os preços dessa safra estão realmente interessantes”, complementa Margorete.

Robson Mafioletti, engenheiro agrônomo da Organização das Cooperativas do Estado do Paraná (Ocepar), comenta que o custo de produção operacional da soja ficou estável em comparação ao ano passado, entre R$ 28 e R$ 30. ”A safra está boa, e deve fechar com uma produção de 48 sacas por hectare. Não há motivo para tanto desespero. Se a chuva parar, em menos de dez dias já é possível entrar na lavoura para a colheita”, finaliza.

Victor Lopes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Compartilhe»

Deixe um Comentário