Acompanhe-nos:  Assinar RSS Twitter Facebook Comunidade no Orkut Google Adicionar aos Favoritos | Efetuar login | Cadastrar-se

Nossa História


1969 – Fundação da Cooperativa Agropecuária Sudoeste LTDA.

2003 – Coasul expande sua área de ação ao longo dos anos e chega a 20 unidades de negócio e um Centro Administrativo.

2004 – Inauguração da primeira fábrica de rações, e lançamento das Rações Coasul para o mercado.

2007 – Cooperativa altera sua razão social para Coasul Cooperativa Agroindustrial.

2009 – Início da atividade avícola na cooperativa, com o alojamento do primeiro lote de frangos, para serem abatidos na Coopavel (Cascavel – PR)


2010 – Inauguração de uma nova fábrica de rações para atender os aviários integrados; Inauguração do Abatedouro de Aves Coasul; Lançamento da marca de alimentos LeVida.

2011 – Os produtos LeVida começam a ser distribuídos e ganhar espaço na mesa das famílias brasileiras.




A falta de armazéns, acompanhado de imensas dificuldades para o transporte da produção para os centros consumidores e, também, na compra de insumos a serem utilizados nas lavouras, fizeram com que diversos agricultores, em outubro de 1968, começassem a se reunir, firmes na idéia de constituir uma cooperativa agropecuária. Fruto desse trabalho é que, em assembléia geral, no dia 21 de junho de 1969, no Pavilhão de festas da Igreja Matriz São João Batista, na cidade de São João, estado do Paraná, 43 produtores, sob a liderança do Sr. José Antonio Scholtz, aclamado para presidir os trabalhos, constituíram definitivamente a Cooperativa Agropecuária Sudoeste Ltda. – COASUL.

Participaram e subscreveram quotas partes de capital, no valor equivalente a Cr$100,00 (cem cruzeiros) cada, os seguintes Associados Fundadores:  Sírio Albino Hoffmann, Ângelo Rafael Brusamarello, José Sganzerla, Izaltino Rossi, Luiz Machiner, Alexandre Caranhatto, Hermelindo Caetano Bertoncello, Armin Ivo Von Frühauf, Ernesto Pelin, Romeu Neitzke, Henrique Pilonetto, Pedro Schmidt, Cícero de Moura, Luiz Bianchin Neto, Loreno Petry, João Maria Antunes, Ângelo Dalla Corte, Armando Perin, Igino Valente Pergher, Abrelino Reni Pergher, Dionísio Piovezan, Assis Rocha dos Santos, Ely Machado dos Santos, Genuíno Hercules Bertoncello, Faustino Nacir Pergher, Ângelo Perin, Graciano Rampazzo, Carlos Sufiatti, Tranqüilo Comiran, Carlos Helmuth Bittinger, Rubens Eloy Schuster, Atílio Machado de Lima, Albrecht Herbert Von Frühauf, João Colet, Ângelo Colet, Ernesto Augustin Filho, Carlos Rossi, João Caranhatto, Jardelino Sérgio Pergher, José Antonio Scholtz, Iseo Defaveris, Guerino Canan e Clemente Ferronato.

As dificuldades encontradas pelos pioneiros foram muitas, mas a vontade férrea de vencer e construir algo em benefício da classe produtora da região levou os Associados, mesmo com grandes sacrifícios, em face falta de recursos financeiros, a adquirir uma área de terras, onde atualmente estão localizados os armazéns 1 e 2, em São João.

O primeiro armazém, no ano de 1971, foi construído com o auxílio dos Associados, que doaram materiais e auxiliaram com mão de obra. Os primeiros equipamentos, para beneficiamento e secagem da produção, foram adquiridos através de financiamento bancário avalizado e garantidos, com a hipoteca de bens particulares, pelos Associados.

Contando sempre com o apoio dos Associados, reunidos em Assembléia Geral, foi decidido pela descentralização dos serviços da Cooperativa,  com a construção de entrepostos. No ano de 1975 foi construído o entreposto de Chopinzinho e, no ano seguinte, 1976, o entreposto de São Jorge D’Oeste. Mais tarde, com o aumento gradativo de Associados e, conseqüentemente, de produção recebida, foram implantados entrepostos em Sulina, 1982, em Mato Branco, município de Chopinzinho, 1983 e em Nova Lurdes, município de São João, em 1984. Em 1986 foi construído um moderno armazém sementeiro, com capacidade para 6.600 toneladas de sementes beneficiadas. Em 1994, visando oferecer alternativas para viabilizar a pequena propriedade rural e que gerasse uma renda mensal, foi instalado o posto de recebimento e resfriamento de leite, o Laticínio COASUL. No ano de 2002 a Coasul fez parceria com a Frimesa e alugou a estrutura de resfriamento de leite. No ano de 1999 foram implantados os entrepostos de Renascença e Saudade do Iguaçu. No ano de 2000 foram  instalados, em estruturas alugadas, os entrepostos de Itapejara D’Oeste e Bom Sucesso do Sul e as Lojas de Insumos nas cidades de Rio Bonito do Iguaçu e Francisco Beltrão. Em 2002 foi criado o entreposto de Porto Barreiro. Em 2004 foram construídas as unidades de Rio Bonito do Iguaçu, Marmeleiro e a primeira fábrica de Rações Coasul, sendo essa a primeira etapa do projeto de agroindustrialização da cooperativa, inaugurada no mês de abril. Em 2005 foi adquirida a unidade de Bom Sucesso do Sul. Em 2007 a Cooperativa altera sua razão social para Coasul Cooperativa Agroindustrial;  e diante das dificuldades da co-irmã Cooperativa Agrícola Mista Duovizinhense Ltda, a Coasul alugou parte da estrutura da Cooperativa Agrícola Mista Duovizinhense Ltda – CAMDUL, sendo os seguintes entrepostos: Dois Vizinhos, Verê, Sede Progresso (Verê), Salto do Lontra, Nova Prata do Iguaçu, Cruzeiro do Iguaçu e Boa Esperança do Iguaçu. Em 2008 iniciaram atividades as lojas de insumos de Palma Sola-SC e Enéas Marques. Também iniciou a segunda etapa do projeto de agroindustrialização, com a atividade avícola, foi alojado o primeiro lote de frangos para ser abatido na Coopavel. Em 2010, inauguração da fábrica de rações, para atender os aviários integrados; inauguração do Abatedouro de Aves Coasul; lançamento da Marca de Alimentos LeVida. Em 2011 os produtos LeVida começam a ser distribuídos e ganhar espaço na mesa das famílias brasileiras. Em 2012 inauguração de unidade própria em Dois Vizinhos, com capacidade de recebimento de cereais de 120 ton/h e 200.000 sacas de armazenagem. Realizou a compra de seis unidades da Camdul, que estavam alugadas, sendo: Cruzeiro do Iguaçu, Boa Esperança, Salto do Lontra, Nova Prata do Iguaçu, Verê e Sede Progresso. Em 02/07/12, iniciará o 2º turno de abate de aves.

Os primeiros serviços prestados ao quadro social foram na área de distribuição de insumos, principalmente sementes e fertilizantes. A recepção de produção, na época ensacada, a assistência técnica, através de convênio com o INDA (antigo INCRA) e mais tarde com a participação da ACARPA, hoje EMATER, também fizeram parte do rol de serviços pioneiros da Cooperativa.

Hoje a área de ação da Coasul para efeito de admissão de associados, abrange os Estados do território nacional, nos quais poderá criar e extinguir filiais ou escritórios. (Estatuto Social 2008, pg. 05)

Ocuparam o cargo de Diretor Presidente da COASUL os seguintes Associados: Izaltino Rossi, de 1969 a 1970; Ângelo Rafael Brusamarello, de 1970 a 1971; José Antonio Scholtz, de 1971 a 1976; Paulino Capelin Fachin, assumiu em 1976 e continua até hoje.

Atualmente a prestação de serviços da COASUL está compreendida pelo recebimento, beneficiamento, armazenagem e comercialização de grãos como soja, milho, trigo, feijão, arroz, triticale, centeio, aveia, entre outros. Também opera com a comercialização e distribuição de insumos em geral, peças, ferramentas, máquinas e implementos. Presta, ainda, serviços de transportes e possui uma rede de supermercados, hoje com 3 lojas, visando sempre proporcionar maior conforto e comodidade aos Associados. Presta assistência técnica agronômica através de uma qualificada equipe de engenheiros agrônomos, e técnicos agrícolas. Na área industrial, possui integração de aves, que dão origem aos produtos LeVida; também opera com rações, concentrados e suplementos.  A COASUL possui uma ampla e bem distribuída rede de armazéns com fundo V, convencionais, silos metálicos, dotados de moderno sistema de aeração e termometria, com capacidade estática para 317.040 toneladas.

O bom atendimento, direcionado prioritariamente para o quadro social, tem sido uma das principais metas perseguidas pela COASUL. Visando se preparar para os novos desafios que chegaram com a globalização da economia mundial, bem como projetando a Cooperativa para o futuro, tem-se buscado a modernização dos processos administrativos e operacionais, acompanhada da necessária racionalização de custos.

Assim é a COASUL: uma grande empresa, formada por pessoas, que acredita no que faz, que acredita na força da união e no trabalho honesto e incansável do homem do campo. Até 31/05/12 o número de associados é 5.374. O quadro de funcionários conta com 1.591 trabalhadores.